6.12.19

Jeito de pensar

Tem gente que tem ideias estúpidas porque foi exposto a ideias estúpidas, como os teóricos da conspiração. Mas esss ideias só encontram terreno fértil para se instalarem porque tem gente que pensa mal. Como os teóricos da conspiração.

5.12.19

Chomsky: a pessoa mais gentil do mundo

O linguista mais famoso do mundo, Noam Chomsky não sabe nada sobre o baby Yoda e não refletiu sobre memes. E você agora sabe disso porque um jornalista cretino foi perturbá-lo por isso. Tem profissão que não tem noção.

Luxo e glamour

Até o final da década de 60, companhias ferroviárias privadas competiam agressivamente por passageiros. Um dos pontos que mais animavam essa competição era a comida dos vagões restaurantes.

4.12.19

Ela foi o objeto

Uma entrevista com Marina Abramovic, autora da que considero a mais ousada performance até hoje. Aceito sugestões de outras para ocupar o posto.

3.12.19

Quem assiste aos vigilantes?

Não adianta, Emily Nussbaum, crítica de tv da New Yorker: apesar de seu texto levantar muitos pontos interessantes sobre Watchmen eu permanecerei fiel ao Homem Do Saco de Northampton. Por enquanto.

O Top 1%: mais pobre do que pensávamos

Consider, first, the claim that the top 1% of earners have become detached from everyone else in recent decades, which took hold after the “Occupy Wall Street” movement in 2011. This was always hard to prove outside America.

Contracultura corporativa

Engraçado que depois de tanto estudar a história do Vale do Silício e cibercultura, a união entre contracultura e cultura corporativa não é nada estranha. É só o jeito que as coisas são.

1.12.19

Todos as HQs que você deve ler em 2020

O Omelete tem uma lista de setenta quadrinhos indies brasileiros que - mesmo que ingressos para a CCXP se materializem - eu não vou ter dinheiro para comprar porque meu 13o está comprometido com a próxima fatura do cartão por conta do meu descontrole da minha empolgação na feira da USP.

28.11.19

Mais listas: discos da década

O primeiro lugar dessa lista e 50 melhores discos da década não é nenhuma surpresa, embora eu não goste do Sr. Kardashian.

E ainda não encontrei uma lista mais equilibrada que aquela loucura com 25 quadrinhos.

27.11.19

O momento mais esperado do ano

Começa hoje e vai até sábado a 21ª Festa do Livro da USP. Como em anos anteriores os livros serão vendidos com pelo menos 50% de desconto, a festa será na Cidade Universitária (Av. Prof. Mello Moraes, Travessa C) e eu vou gastar mais dinheiro do que deveria. Algumas das editoras participantes já avisaram os livros que vão levar.

26.11.19

Como não desenhar caminhonetes

Yep, this is a vehicle design without compromises. That might be why the initial reaction to the truck, seemingly built to haul carcasses in a postapocalyptic videogame, was a collective “wut.”

Artefatos de uma vida desgraçada

Por alguma razão que foi para o túmulo com ele, Diego Riviera mandou trancar as coisas de Frida Kahlo num banheiro d casa onde moravam até quinze anos depois de sua morte. Elas acabaram ficando trancadas até 2004, quando foram fotografadas.

24.11.19

Algo ligeiramente diferente

Para sua apreciação: Três poemas de Satélite, livro mais recente de Carla Kinzo.

Gahan Wilson (1930 - 2019)

Conhecido pelo seu humor negro e uma inclinação para o macabro, morreu o cartunista Gahan Wilson. Além de publicações como Playboy e New Yorker, Wilson escreveu contos, fez roteiros para desenhos animados, videogames e histórias em quadrinhos, sempre em seu estilo tão reconhecível.

23.11.19

Mil vezes a vitamina C de um pedaço de papelão

Com vitaminas e outros nutrientes em múltiplos das comidas normais, as supercomidas só parecem super diante do empobrecimento nuticional das nossas dietas.

É melhor não ler esse texto

A ignorância é um dado natural. Basta não educar ou educar precariamente para conseguir essa matéria-prima. Mantê-la, incentivá-la e explorá-la passam a ser objetivos estratégicos (e biopolíticos) tanto de governantes quanto de empresários. Isso porque a ignorância permite uma nova e mais produtiva forma de reificação, uma radical impossibilidade de “reconhecimento” (que não se resume à mera identificação): o desconhecimento a respeito dos outros seres humanos, dos mecanismos de exclusão, das técnicas e dispositivos de opressão e do como se interage com outras pessoas.

22.11.19

Caminhos perigosos

Os tortuosos caminhos que os livros fazem até chegarem ao leitor - do texto finalizado pelo autor às livrarias.

Per aspera ad astra

Quem acompanha este blog deve já deve ter percebido que o autor é um otimista quanto aos rumos da humanidade nos últimos mil e poucos anos (embora esteja se decidindo quanto ao futuro próximo ainda). Mas um dia em que se lê - na sequência - sobre terraplanismo e simulacros virtuais para fins masturbatórios* é um dia difícil para a crença no progresso intelectual e moral da humanidade.

21.11.19

Apaixone-se. Inscrições aqui!

Há alguns, li que um grupo de psicólogos tinha elaborado 36 perguntas capazes de fazer duas pessoas se apaixonarem quando respondidas. Hoje eu descobri um canal no YouTube com várias duplas respondendo essas perguntas. Uma repórter da Cosmopolitan tentou, com resultados diferentes. Fique muito inclinado a tentar. Se você é uma interessada em testar os limites da ciência, deixe um comentário.

(Pesquisando nos meus arquivos, reencontrei um vídeo 360 com coelhos comendo frutas. Prêmio de consolação.)

Traidora do movimento

Depois de vender a ideia de (e livros sobre) desentulhar a casa prestando atenção ao que traz ou não felicidde, Mari Kondo inaugura uma loja virtual para entulhar a casa de novo. Genial!

Para ler mais (instrumentalmente)

Organização, aproveitar todos os momentos possíveis e ter sempre outro livro pronto: algumas dicas para você ler mais, segundo quem lê dois livros por semana. Discordo de alguns pontos, a necessidade de umm propósito para cada leitura - o autor até instrui a ler coisas que tenham a ver com os desafios do momento. Ele tenta um remendo, apontando que tédio e curiosidade podem cumprir esse papel. Mas não convence.

Também me desagrada a ideia da leitura como ferramenta focada no crescimento planejado e objetivo - que estimula a leitura no modo caçador-coletor: procurando no texto aquele trecho útil de informação. Acho esse tipo de leitura tão típico da Internet válido em alguns casos, mas acho que o vagar é uma parte da leitura, mesmo a de não-ficção.

20.11.19

Inteligência é tão passé

Eu aqui neste blog, me esforçando há quase vinte anos para parecer inteligente e culto e a moda é ser ignorante. A eleição de jumentos vestidos e orgulhos como Trump e Bolsono - e a existência de tantos admiradores - é só a consequência de um fenômeno que vem se ganhando força há algum tempo.

18.11.19

Omelete Apresenta: Quadrinhos

O Omelete acaba seu selo de quadrinhos originais: Bruttal. Até agora são quatro séries, com texto e arte de artistas brasileiros. Segundo me prometeram, socos na cara serão uma constante na linha.

Newsflash: Envelhecer não presta

Pelo pouco que experimentei até agora, envelhecer não presta para nada, não tem vantagem e é uma merda. E desconfio que essa história de sabedoria é mito.

Um dia histórico

Seguindo a tradição da Folha, cujo manual de redação proclamava aos quatro vendos que "a Folha de São Paulo não utiliza trema", este blog anuncia que a partir de hoje ignora completamente as regras sobre hífen e formação de palavras compostas, que entraram em vigor em 01.01.2009, junto com o resto do Novo Acordo Ortográfico - que, dizem as más línguas, deu certo.